terça-feira, 20 de abril de 2010

100 Preconceitos


Nêm sémpre, nêm núnca?!
Nã é assim, nã devémos dizer íssu!
Cada úm é comu é …        
Ê gosto de caril, má ná gostu de plumas, só dás du porco prétu.  
Ê tâmé nã dígu, nêm que me mátem, qué sô pélu Tibéti ê nã sou pêlos Chinéses!
E nã só apôiánte da Branca de Néve, nã gostu de ánões, ê só gostu de gênté grande!   
E tâmé nã gostus dus indigus, nã é pelus mocinhos é p`los pais, má nã brinco com issu, cada úm é como éi!  
E nã gostu dus ratus, sã rantejântes e ê nã gostu de rastejar, faz-me têndinitis nus dédus e préndê-se os músculos da vontáde …
Pôs é! nã góstu de pasta de dêntés com flúor, porque branquéam-se-me as palávras e eu nã goste de branqueamêntus …  

Més istu nã é preconcêtu, é atitúde!

segunda-feira, 19 de abril de 2010